Av. Brasil – Av. Rebouças

Av. Brasil – Av. Rebouças
Série “Esquinas”
Lucas Lavecchia
Avenida larga, carros aos montes, é assim minha manhã, quando
vou pela Henrique Schaumann, de repente, Avenida Brasil. Duas
esquinas me chamam a atenção. Henrique Schaumann com Artur de
Azevedo, um prédio abandonado, fechado, com aspecto de
rejeitado,grafitado, as portas muito bem trancadas, para evitar
uma invasão indesejável, painéis de aço, impede o alcance da
minha visão no interior, a rampa e o corrimão compõe a fachada.
Sempre imagino, o que foi aquele lugar um dia.
O farol abriu, ou melhor, o sinal, como dizem os paulistanos,
continuo meu percurso, o próximo sinal é o da esquina da Avenida
Brasil com a Rebouças, demorado, o ponto atrai malabaristas e
ambulantes de balas, com mensagens bíblicas a preço super
acessível, repousam o pacotinho no retrovisor e apostam na
esperança, a demora me faz olhar, sempre para o mesmo lado, um
edifício amarelado, velho, de esquina, implantado na diagonal,
parece querer ver alguma coisa, ou pelo menos viu algum dia,
hoje, suas sacadas apontam para um estacionamento do McDonald’s,
que ocupa uma grande área do outro lado da avenida. Sempre
observo essa arquitetura, com cara de velho mal humorado. Não
vejo ninguém em suas sacadas, envidraçadas, sempre solitária,
apenas na companhia de uma pequena área verde, algo parecido com
uma pracinha. Sua distração deve ser, a esperança de
engarrafamento e oportunidade para ambulantes, assim em seu
palco sempre haverá plateia.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s